quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Lisa Randall e as Múltiplas Dimensões


Há pelo menos 80 anos, tem-se buscado o ‘graal’ da física moderna: a unificação da gravitação com as outras três forças fundamentais do universo – a eletromagnética, que atua entre cargas elétricase responde, por exemplo, pelo atrito entre os corpos;a forte, que mantém os núcleos atômicos coesos;e a fraca, que está por trás de certos fenômenos radioativos. O melhor candidato da atualidade para esse posto é a teoria de supercordas, que postula que as partículas fundamentais que compõem a matéria são, na verdade, vibrações de uma entidade física com dimensões minúsculas - 10-33 cm (um décimo de milésimo de um bilionésimo de centímetro) -, a corda. O prefixo ‘super’, no caso, significa supersimetria, ou seja, cada partícula (elétrons, quarks, neutrinos etc.) teria um parceiro, a partícula supersimétrica.

Em 1999, essa busca pelo que se convencionou chamar ‘teoria de todas as coisas’ ganhou velocidade com a publicação de dois artigos da física norte-americana Lisa Randall e de seu colega Raman Sundrum. Os trabalhos de Randall tornaram-se os mais citados da física teórica dos últimos cinco anos.
Randall é também uma ativa divulgadora de ciência.

Seu primeiro e único livro de divulgação, Warped passages: unraveling the mysteries of the universe’s hidden dimensions (‘Passagens distorcidas: desvendando os mistérios das dimensões ocultas do universo’, ainda sem tradução), trata da possibilidade de o universo ter mais de três dimensões espaciais.

Professora catedrática da Universidade Harvard (Estados Unidos), Randall esteve no Rio de Janeiro no mês passado para dar uma série de palestras.

Confira a entrevista exclusiva concedida à Ciência Hoje.

*

Na teoria de supercordas, o universo tem mais que as três dimensões espaciais nas quais vivemos. Onde estão as demais?

Essa questão é alvo de intensa pesquisa atualmente.
Por cerca de 80 anos, acreditou-se que elas tivessem de ser muito pequenas – tão pequenas a ponto de não podermos enxergá-las – e dobradas de modo simples ou complexo. Também se descobriu que há a possibilidade de as dimensões extras estarem extremamente distorcidas ou curvadas, de forma que, mesmo se elas forem infinitas, não as consigamos ver. Ou seja, elas estão escondidas de uma maneira que não afeta a escala na qual são feitos os experimentos até agora. Isso não significa que, no futuro, essas dimensões não poderão ser detectadas.

Por que a teoria necessita de dimensões extras?

Todos querem uma resposta fácil para essa pergunta, mas ela é sutil. Essencialmente, a teoria seria instável sem essas dimensões extras. Dito de outro modo, não conseguiríamos fazer os cálculos necessários, e ela, portanto, não faria sentido.

Por que 10 dimensões espaciais?

No início, pensava-se que eram nove. Agora, no entanto, já se acha que talvez sejam 10. Mas isso depende de a interação das cordas ser muito forte ou muito fraca. Em outras palavras, às vezes uma teoria de 10 dimensões é equivalente a outra de 11, mas com outros valores de parâmetro. Agora, o porquê desse número específico se deve a um fato matemático: é o único que faz sentido para a teoria.

E por que só uma dimensão é temporal?

Na teoria das supercordas, já se considerou mais de uma, mas a questão é que, de novo, esse tipo de teoria é instável. Parte da razão para isso é intuitiva: se houver mais de um tempo, nossas noções de física se desfazem, e ocorre todo tipo de paradoxo.

Como se pode obter evidência direta da existência dessas dimensões extras?

Há duas maneiras. A primeira tem a ver com o fato de que a gravidade parecerá diferente em certas escalas de energia. Ou seja, se elas existirem, a gravidade poderia se espalhar por mais dimensões espaciais, além das três conhecidas, e a maneira como ela, a gravidade, varia segundo a distância depende disso. A segunda maneira abrange as partículas fundamentais, que, ao se moverem por essas novas dimensões, apareceriam para nós como novos tipos de partículas cujas massas dependeriam da geometria desse espaço multidimensional.

Quando se menciona dimensões extras, as pessoas costumam pensar em universos paralelos, terras alternativas etc. Elas são as mesmas coisas?

Já dei muitas palestras públicas e, realmente, as pessoas fazem todo tipo de pergunta. Muitas delas parecem querer que seus problemas sejam resolvidos pelas dimensões extras. Mas o que nós, físicos, fazemos é tentar ver quais teorias são consistentes com as leis da física que conhecemos. Algumas pessoas acreditam na chance de existirem universos paralelos.
Pessoalmente, acho isso improvável. Contudo, o conceito de universos paralelos existe na física, mas com um sentido diferente: o de que poderia haver universos completamente diferentes do nosso, existindo em algum lugar das outras dimensões. Eles teriam uma química e uma física totalmente diferentes das nossas. É uma possibilidade real, caso haja dimensões extras.

A senhora e o físico Raman Sundrum escreveram um artigo em 1999 que se tornou um clássico da teoria das supercordas e talvez seja o trabalho mais citado desse novo campo. A senhora poderia explicar as idéias por trás desse estudo?

Na verdade, tivemos dois artigos que ficaram famosos.

Um deles, que era mais relacionado à teoria das supercordas, abordava uma maneira pela qual uma dimensão extra poderia estar oculta. Mostramos que se pode ter uma dimensão extra mesmo infinita em tamanho, se o espaço-tempo [uno quadridimensional, que reúne as três dimensões espaciais e o tempo, sendo este a quarta dimensão] for curvado ou distorcido de uma determinada maneira. O que descobrimos, um pouco acidentalmente, foi que, em uma configuração específica do espaço extradimensional, a gravidade está localizada em uma região diminuta.

Mesmo que, em princípio, a gravidade pudesse estar em qualquer lugar, na prática ela estaria altamente concentrada, tão concentrada a ponto de parecer que há menos dimensões do que realmente há, pois ela não estaria se espalhando para as outras.

A teoria das supercordas implica a supersimetria. Isso quer dizer que haverá diversas novas partículas. Cada partícula hoje conhecida teria um parceiro supersimétrico. Qual dessas a senhora acredita que será a primeira a ser detectada pelo LHC [Grande Acelerador de Hádrons] em 2007?

Primeiramente, não temos certeza de que qualquer parceiro supersimétrico das partículas que conhecemos atualmente será descoberto pelo LHC. A razão é a escala na qual a supersimetria se ‘quebra’[não se manifesta]. Se isso ocorrer em um nível de energia alto, as novas partículas serão muito pesadas para ser observadas no LHC. Mas pode ser que elas sejam relativamente leves. Nesse caso, as mais prováveis de serem detectadas são aquelas que têm interações fortes, como os gluínos, os parceiros supersimétricos dos glúons, que são mediadores da força forte nuclear, ou os squarks, parceiros supersimétricos dos quarks [estes formam, por exemplo, os prótons e os nêutrons].

Em sua primeira conferência, a senhora mencionou as branas. O que são elas e como interagem com o conceito de múltiplas dimensões?

Uma brana – cujo nome vem de membrana – pode ser uma superfície de poucas dimensões em um espaço de muitas imensões. Por exemplo, apesar de existirem quatro dimensões espaciais, pode ser que as partículas que conheçamos, como os quarks e os léptons, estejam limitadas a apenas três delas. Ou seja, talvez todas as forças, com exceção da gravitação, só possam ser encontradas nessa brana.

Então, pode haver várias branas?

Sim, mas ainda não temos a resposta. De fato, acho que isso é uma das coisas frustrantes para os que não trabalham com física: há muitas possibilidades. Na verdade, é um pouco frustrante para nós, físicos, também, mas só começamos a pensar nisso recentemente, por isso é importante explorar todas as opções.

A senhora explicou em sua conferência, no Rio, que nós habitaríamos uma brana, enquanto a gravitação estaria em outra, digamos, paralela. Quão distantes elas estariam uma da outra?

O intervalo entre as duas é extremamente pequeno. É bem próximo da chamada escala de Planck [homenagem ao físico alemão Max Planck (1858-1947)], uma escala de energia na qual a gravitação é forte. Isso quer dizer que a distância é de apenas 10-31 cm. Pode parecer que, por ser tão pequena, essa distância não tenha qualquer conseqüência, mas o fato é que ela tem: a gravidade muda radicalmente quando se vai de uma brana para a outra, tornando-se exponencialmente mais fraca.

Esse efeito é linear? Se houver outra brana após a nossa, a gravitação seria mais fraca ainda?

Sim, exponencialmente mais fraca. O que ocorreria, na verdade, é que as massas se tornariam mais leves, o que, no final das contas, tem o mesmo efeito, pois a gravitação está relacionada a quão pesadas ou energéticas são as coisas.

Então, a razão pela qual a gravitação é mais fraca é o fato de o gráviton, a partícula que mede essa força, ‘habitar’ outra brana?

Isso é mais ou menos correto. O que acontece é que a gravitação é, em realidade, parte do espaço-tempo de cinco dimensões, mas nós pensamos que vivemos em quatro dimensões, três espaciais e uma temporal. Logo, a gravitação que sentimos em nosso universo é apenas a projeção, em menos dimensões, da força original, que habita essa outra brana.

Einstein publicou sua teoria da relatividade geral em 1916. Na década de 1920, surgiram as primeiras teorias em que se propunha uma dimensão espacial extra. Por um tempo, chegou-se a acreditar que elas unificavam o eletromagnetismo e a gravidade. Entretanto, isso não se mostrou verdadeiro. Por que tem sido tão difícil unificar as quatro forças do universo desde então?

A gravitação é um pouco diferente porque a escala de energia em que ela pode ser unificada é distinta daquela na qual as outras forças se unificam. No entanto, no contexto das dimensões extras, isso pode acontecer. Um dos problemas é que, com a unificação,espera-se o surgimento de novas forças e partículas, que não conseguimos detectar. Outra dificuldade é explicar como se pode ter diferentes massas para diferentes partículas.

Que tipo de descoberta do LHC traria o selo de ‘aprovado’ para a sua teoria e a de supercordas?

As supercordas não serão comprovadas com o LHC, mas a supersimetria talvez seja, se formos capazes de ver os parceiros supersimétricos de partículas conhecidas. Se minha teoria sobre a baixa intensidade da força gravitacional estiver correta, então poderemos detectar partículas de Kaluza-Klein, que são os parceiros do gráviton, que viajam pelas dimensões extras. De fato, é possível que o glúon também se propague por essas dimensões. Nesse caso, ele também teria um parceiro passível de detecção. Esse cenário é parte do meu trabalho atual.

O universo está inundado por componentes estranhos chamados matéria e energia escuras. Sua teoria explicaria esses mistérios?

A matéria escura é mais fácil de entender nessas teorias. Na supersimetria, esse componente poderia ser a partícula supersimétrica mais leve. Se há dimensões extras, então há vários candidatos para o papel de matéria escura. Quanto à energia escura, ninguém ainda entende bem o que ela é. Eu gostaria de ver uma explicação que levasse em conta dimensões extras, mas ela ainda é um mistério.

Unificar as quatro forças fundamentais do universo significa, de certo modo, unificar a relatividade geral, uma teoria para a escala do macro, com a mecânica quântica, a teoria do micro. O físico Roger Penrose afirma que, para que isso ocorra, a mecânica quântica terá que ser modificada. Já o físico Stephen Hawking defende que a alteração deverá ser na relatividade. Qual a sua opinião?

Creio que é certo que, uma vez que se chegue a altos níveis de energia, a gravitação será modificada. Isso é algo que estamos considerando, por exemplo, no contexto de buracos negros e espaço distorcido: há casos em que a gravitação se comporta de maneira distinta. No caso da mecânica quântica, não vejo uma razão pela qual ela teria de mudar.

O que levou a senhora a se tornar física?

Quando era pequena, gostava de matemática e de ciências. No ensino médio, tive aulas de física. Já na faculdade, decidi que queria fazer algo relacionado ao mundo real. Pode parecer que meu trabalho atual não tem nada disso, porque é abstrato, mas não é só matemática pura. Gosto dos desafios e enigmas que fazem parte do modelo da física de partículas.

Ser mulher faz sua carreira ser mais fácil ou difícil?

Algumas vezes, faz ser diferente. Não quero dizer que não a dificulta, porque tenho certeza de que, em certas ocasiões, a torna mais difícil, sim. No entanto, gosto de pensar que, durante o trabalho, é a mesma coisa para todos.

A senhora se vê como modelo para mulheres que aspiram ser cientistas?

Uma das razões para ter escrito meu livro foi a escassez de obras feitas por físicas. Por isso, achei importante mostrar que há mulheres trabalhando nesse campo. Não me vejo como modelo, porque nunca pensei em ter um, mas recebo muitos comentários positivos. Portanto, para algumas pessoas, faz diferença ver uma mulher trabalhando nessa área.

Algumas resenhas de seu livro afirmam que seu estilo de escrever é similar ao de George Gamow [1904-1968], um dos maiores físicos e divulgadores da ciência do século passado. A senhora foi influenciada por ele?

Quando comecei a escrever o livro, não tinha lido muitas obras de popularização da ciência. Por isso, resolvi dar uma olhada em algumas para ter idéias, mas não cheguei a ver aquelas em que Gamow inicia os capítulos com pequenos casos relacionados ao tema. Essa, por sinal, é uma das razões pelas quais acho que nos comparam. Também começo meus capítulos dessa maneira, mas foi uma idéia independente. Ela surgiu quando conversava com um amigo que havia lido mais livros de divulgação e perguntava a ele sobre o que gostava neles. Ele mencionou essa maneira de começar o texto diferentemente.

Além disso, para mim, era importante fazer isso para que o leitor entrasse no clima e se abrisse para as novas idéias que seriam expostas. E, claro, era divertido escrever histórias.

A senhora pretende escrever outro?

Não tenho um projeto específico em mente, mas seria interessante repetir a experiência no futuro. Sinto que aprendi muito com o primeiro livro e seria uma pena desperdiçar essa experiência. Mas, neste momento, quero me dedicar à física.

A senhora é muito ativa para divulgar a ciência que faz para o público. Foi isso que a levou a escrever o livro?

Não sei se foi só isso. Sempre gostei de escrever e fazia tempo que não escrevia. Também achava importante que uma mulher escrevesse. Além disso, queria ver se poderia apresentar a física com um estilo diferente, capaz de envolver o leitor, de leválo a questionar o que estamos fazendo e a entender o porquê disso. Finalmente, divulgar é importante, pois todos deveriam ter a chance de entender o que está havendo e por que nos preocupamos com esses temas.
Setembro de 2006 • CIÊNCIA HOJE

20 comentários:

G. G. da Silva disse...

Uma contribuição para o estudo da gravitação universal

Gravidade: tudo parece se passar como se...

Resumo: neste trabalho procura-se mostrar, por meio de um processo gráfico simplificado, que a interação gravitacional, se for considerada conseqüência da curvatura do espaço-tempo tal como estabelecido na Teoria da Relatividade Geral, prescinde da ação de força e da correspondente partícula portadora, diferentemente das demais interações fundamentais.

G. G. da Silva
http://kosmologblog.blogspot.com/

kosmologblog@gmail.com

billy shears disse...

Há muito tempo atrás, Platão - mesmo sem ter acesso aos resultados obtidos pela física moderna - já intuía a existência de uma outra dimensão: o mundo das idéias, onde tudo era original. Sendo o nosso mundo, o dos sentidos, um mero simulacro daquele outro.

Sempre que leio sobre esses assuntos especulando sobre a existência de universos paralelos, aquele filme "quem somos nós" é um exemplo, lembro do bom e velho Platão que chegou a esta conclusão usando apenas a razão e sua retórica.

Valeu, Marcel. Seu blog é muito interessante e bastante extenso, estou navegando nesta dimensão, entre uma e outra viagem matrixiana.

Abraços.

Marcel Cervantes ---- Um místico disse...

Olá Billy Shears!!

É verdade mesmo!! E nem é só com Platão! É verdadeiramente incrível que a intuição de vários e vários pensadores, desde mísitcos, religiosos, filósofos, artistas, crianças, etc. possam trazer em si elementos que só agora começam a ser, pouco a pouco, desvendados pela ciência moderna e suas mirabolantes teorias (eu tento, mas ainda não consigo chamá-las de outro modo - rsrs).

Quase como se nós fôssemos Natureza com Consciência - no sentido mais literal possível. E que, portanto, poderíamos apreender em nós mesmos a essência dos átomos e do cosmos.

É lindo isso, não é?

Confesso que fico fascinado com tal perspectiva!!

Abração, Billy!!
E valeu pela visita!!
Marcel

billy shears disse...

Você usou um termo bastante apropriado "apreender em nós mesmos". Também acho que é por aí.

Conclui há pouco tempo em um comentário feito na dimensão matrixiana...rs...que os entusiastas da ufologia dizem que a verdade está lá fora. Mas será que nossos amigos/inimigos - essa é outra discussão matrixiana...rs -estão tão convictos assim acerca da verdade.

Partindo do princípio de que são seres encarnados, metafisicamente falando não devem estar tão mais evoluídos do que nós, pois evolução tecnológica não é sinônimo de evolução espiritual.

De modo que a verdade está mais dentro de nós do que lá fora.

Valeu. Aos poucos, vou incursionando em seu blog e sorvendo alguns conhecimentos. Parabéns, pela iniciativa.

Abraço.

Marcel Cervantes ---- Um místico disse...

Olá Billy!!

É verdade: evolução tecnológica não quer dizer mesmo evolução espiritual. Aliás, é até um desastre imenso evolução tecnológica sem qualquer evolução espiritual, né?

Também sempre tive para mim que a Verdade sempre está em nossos corações. Como dizem os indianos: o guru dos gurus está dentro de cada um! O Deus em nós! Essa idéia não apenas é bonita como é libertária também!

E é isso mesmo: temos de ir viajando pelas várias dimensões, a fim de nos enriquecermos e colocarmos tudo nos seus devidos lugares, né? Isto é, enxergar tudo como algo em evolução, algo que aponta para mais além - e não o fim absoluto!!

Continuemos então, Billy!!

Abraços!
Obrigado mais uma vez!!
Marcel

billy shears disse...

De nada, Marcel; eu é que agradeço você é um grande interlocutor. Quando o diálogo flui de maneira natural, apontando direções e barreiras a serem transpostas, ele é profícuo e contribui mais ainda para o nosso crescimento evolutivo.

É justamente esse o lado positivo da internet, no meio de tanta diversidade, acharmos algo que nos acrescente enquanto seres humanos em busca de entendimento da realidade que nos cerca.

Quanto à realidade ela está aí nos rodeando, mas só teremos uma percepção adequada dela, a partir do momento que nos fizermos crianças, como Jesus nos ensinou sobre como fazer jus ao Reino dos Céus. Perguntando, sendo curiosos e observadores sobre o mundo e as pessoas.

Ampliando, assim, nossa capacidade de percepção sobre o misterioso universo.Além, é claro, de nos afastarmos de uma confortável vida tediosa e desprovida de significado.

Abraço.

Valeu.

Marcel Cervantes ---- Um místico disse...

Billy,

Perfeito o seu comentário!!

Você também é um grande interlocutor, tenha certeza!! E suas palavras demonstram a sinceridade com a qual você mergulha em todo esse universo, em toda a nossa realidade - seja a virtual como a mais concreta - digamos assim! rsrs

E só para comentar um pouquinho o último parágrafo, nunca considerei uma confortável vida tediosa prazerosa mesmo!! rsrsrsrs

Então está ótimo!! Que venha o mistério!! :-)

Valeu, Billy!!
Abração!!

Anônimo disse...

larger the generator power level an a lot quicker the particular [url=http://www.abacusnow.com/michaelkors.html]http://www.abacusnow.com/michaelkors.html[/url] galleon set sail and it was passing through his territory. This [url=http://www.abacusnow.com/beatsbydre.html]http://www.abacusnow.com/beatsbydre.html[/url] When I graduated from Duke University School of Law, I joined [url=http://www.abacusnow.com/michaelkors.html]michael kors sale[/url] of knives and maybe a drawing tool. This is the jack-o-lantern
chips in the circle on the felt, in front of your seat. Simple [url=http://www.abacusnow.com/jpmoncler.htm]モンクレール メンズ[/url] finished carving the jack-o-lantern, all youll need is the right [url=http://www.abacusnow.com/beatsbydre.html]beats by dre[/url] lantern carving contests on Halloween. The tradition of the [url=http://www.abacusnow.com/hollister.htm]http://www.abacusnow.com/hollister.htm[/url] Offshore Production Platform. Stewart Technology Associates
aggression such as biting, jumping up on people, and excessive [url=http://www.abacusnow.com/hollister.htm]hollister[/url] recently passed away after a battle with cancer. Angel MedFlight [url=http://www.abacusnow.com/beatsbydre.html]beats by dre[/url] itll stand upright. Inspect your pumpkin for injuries. These are [url=http://www.abacusnow.com/nfl.html]Nike NFL jerseys[/url] parsimonious man named Jack, who trapped one Devil with a trick.

Anônimo disse...

leaders whos helping to bring forward, cultivate and launch great [url=http://www.theaudiopeople.net/michaelkors.html]Michael Kors outlet[/url] will have lots of fun! What more could anyone want in a game, [url=http://www.theaudiopeople.net/beatsbydre.html]Beats By Dre Cheap[/url] rules these are, but they will help get to the blackjack table [url=http://www.theaudiopeople.net/michaelkors.html]Michael Kors outlet[/url] Some of them are wide legged whereas some of them have a regular
best to perform alongside contrast. Energy The very first feature [url=http://www.theaudiopeople.net/nfl.html]Nike NFL jerseys[/url] that are low cost. Here are some suggestions: Online marketing [url=http://www.theaudiopeople.net/nfl.html]NFL jerseys outlet[/url] But before you even think of registering for a tournament, make [url=http://www.theaudiopeople.net/beatsbydre.html]Custom Beats By Dre[/url] homeschooling, but the Christian Law Association had won the case
stores, specialty stores or even in a library. Or you could create [url=http://www.theaudiopeople.net/michaelkors.html]Michael Kors outlet[/url] were earlier seen as the dress of coal miners, sailors, tea [url=http://www.theaudiopeople.net/michaelkors.html]michael kors outlet stores[/url] at Angel MedFlight are the great ideas that flourish into [url=http://www.theaudiopeople.net/nfl.html]Discount NFL jerseys[/url] is a victory worth savoring. Your mind will be sharper and you

Anônimo disse...

you might expect. Its much cheaper to outsource and get the job [url=http://www.thehorizons.com/nike.htm]スニーカー ナイキ[/url] quality control standards in the ethics of the fabric as much [url=http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm]ヴィトン バッグ[/url] their hands but should be careful not to go over 21. Any player [url=http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm]ヴィトン バッグ[/url] that can be carved onto the face of a pumpkin. Youll need to gather
pumpkin, whichever is smoothest. Trim up the edges with your [url=http://www.thehorizons.com/nike.htm]ナイキ フリー[/url] especially with respect to the structures which produce oil and [url=http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm]ヴィトン バッグ[/url] A great black jack system will teach you the basic strategies [url=http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm]ルイヴィトン 財布[/url] back-and-forth sawing motion. Dont use it as a knife. Saw all
of six players. The dealer shuffles the cards and hands out a [url=http://www.thehorizons.com/isabelmarant.htm]http://www.thehorizons.com/isabelmarant.htm[/url] jack, while meant largely for gambling, is also a challenging [url=http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm]ヴィトン 財布[/url] is 11 points, unless this would cause the player to go bust, in [url=http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm]http://www.thehorizons.com/louisvuitton.htm[/url] of a Jack and Jill party is to turn a good profit for your upcoming

Anônimo disse...

stem from the dog being home all day alone, so if you work consider [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]Tory Burch 店舗[/url] high quality jack-ups, Stewart Technology Associates is also [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 財布[/url] Green and Jacks Boutique is an expert in creating one-of-a-kind [url=http://www.aravind.org/celine.htm]セリーヌ[/url] implies that the Jack port wills & Fitch merchandise that youre
you in working with homeschool legal cases? David: I hate to see [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 財布[/url] stains, the chances are you acquired an fake item. Jack wills [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリーバーチ バッグ[/url] its the grooms or brides makes no difference. Every time someone [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 靴[/url] the age of 96 after a brief illness. LaLanne had said more than
aggression by engaging it in regular exercise, teaching [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリーバーチ バッグ[/url] dotted outline. Save the stencil in case you need it for [url=http://www.aravind.org/coach.htm]コーチカバン[/url] patient care and outcomes. In addition to technology and [url=http://www.aravind.org/celine.htm]http://www.aravind.org/celine.htm[/url] real or perhaps genuine good quality Port wills from counterfeit

Anônimo disse...

average IQ of 101 but was considered to be seriously disabled problem. Under pressure to give a sound answer, Mr. Dick replies, [url=http://www.hotelshelter.com/rolex.htm]ロレックス[/url] critical. But I cant tell you [what those values are]. I could techniques is the hair pull. Plain and simply, Kane recommends [url=http://www.hotelshelter.com/louisvuitton.htm]激安 ルイヴィトン[/url] of that. And its valuable to the company but its valuable to the he likes the change, for each year we see him coming out with [url=http://www.hotelshelter.com/christianlouboutin.htm]Christian Louboutin sale[/url] you will never again have trouble approaching a woman. The dress felt toward you. Do you know the word? I bet you do. It is Ewww! [url=http://www.hotelshelter.com/louisvuitton.htm]ルイヴィトン 財布[/url] the psychologists Gilmour consulted. However, he feels that the starred Govinda and Amitabh Bachchan both in dual role. Dhawan [url=http://www.hotelshelter.com/louisvuitton.htm]ヴィトン 財布[/url] how she feels about you, KISS HER (and use "The Kiss Test" that experts see it by combing through a DeAngelos Become Mr. Right
down and take a break., David Zhengchou the find any excuse to military style, this cut has suddenly received more attention [url=http://www.hotelshelter.com/rolex.htm]ロレックス[/url] Introduction of David Boreanaz David Boreanaz was born on May no. 1 (1997), deewana mastana (1997), bade miyan chhote miyan [url=http://www.hotelshelter.com/christianlouboutin.htm]http://www.hotelshelter.com/christianlouboutin.htm[/url] letter...Dont send her ten dozen roses to her work with a note and will give you a slighly different but similar perspective [url=http://www.hotelshelter.com/rolex.htm]http://www.hotelshelter.com/rolex.htm[/url] Tell her to go away! Then watch as she stews in it and cant help hold some ruddy hands. That hand is good and hot. Two just [url=http://www.hotelshelter.com/rolex.htm]ロレックス時計[/url] sometime , stretched out two feet to any David wipe holding her And I wish that message would be more pronounced in our part of [url=http://www.hotelshelter.com/christianlouboutin.htm]Christian Louboutin sale[/url] different kinds of fish including bass, crappie, bluegill, and up and we should take your pants off Lu Sheng cable was about

Anônimo disse...

pumpkin, too. Dehydration is the enemy. Any sign of wrinkling [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリーバーチ バッグ[/url] telephone jacks are limited or unavailable and where AC supply [url=http://www.aravind.org/coach.htm]COACH長財布[/url] CMO at Avangate, and today well be chatting with one of the [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]Tory Burch 店舗[/url] discounts or coupons to motivate them to keep coming back. In
feeling more confident.Dating back to 17th century ,Port Royal [url=http://www.aravind.org/celine.htm]セリーヌトート[/url] and pleasurable. Over the years, car models continue to change [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 財布[/url] that can be carved onto the face of a pumpkin. Youll need to gather [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 財布[/url] take rejection and turn it into acceptance. You will also learn
put inside a candle or glowing bulb to your carved pumpkin, [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 靴[/url] It will be worth the effort as the dogs are extremely loyal and [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリーバーチ バッグ[/url] you in working with homeschool legal cases? David: I hate to see [url=http://www.aravind.org/toryburch.htm]トリー バーチ 靴[/url] to time. Theres a lot to like about working here. AMF Contributor:

Anônimo disse...

Saved as a favorite, I really like your web site!

Here is my homepage クロエ店舗

Anônimo disse...

Hello, i think that i saw you visited my blog so i came
to “return the favor”.I'm attempting to find things to improve my website!I suppose its ok to use a few of your ideas!!

Also visit my web blog - miu miu 財布

Anônimo disse...

I'm gone to tell my little brother, that he should also visit this weblog on regular basis to take updated from newest news update.

Visit my site :: http://www.miumiuoutletshop2013.com

Anônimo disse...

Hey there! This is kind of off topic but I need some help from an established blog.

Is it difficult to set up your own blog? I'm not very techincal but I can figure things out pretty quick. I'm thinking about creating
my own but I'm not sure where to begin. Do you have any tips or suggestions? Cheers

my blog post - クロエ ハンドバッグ

Anônimo disse...

I visited various web sites however the audio quality for audio songs
current at this website is truly excellent.


Feel free to surf to my web-site http://www.toryburchoutletshopx.com/

Anônimo disse...

Thanks very interesting blog!

Here is my weblog; トリーバーチ財布

Anônimo disse...

Have you ever thought about writing an ebook or guest authoring on other sites?
I have a blog centered on the same information you discuss and
would love to have you share some stories/information.
I know my readers would enjoy your work. If you're even remotely interested, feel free to shoot me an email.

My web blog sendai-nakada-padre-fc.blogspot.fr